Porto Ferreira Hoje

Funcionária pública de Araraquara é violentada e assassinada

Divulgado em 28/12/2012 - 13:10 por Porto Ferreira Hoje

O corpo da funcionária pública Ana Cláudia Rossi, 29, foi encontrado por volta das 20h30 de quinta-feira (27), embaixo do pontilhão da Avenida 22 de agosto, em Araraquara. A família da jovem estava à sua procura desde o início da tarde, quando ela deveria ter ido almoçar em casa.

Ana Cláudia trabalhava na Secretaria Municipal da Fazenda e na manhã de quinta-feira passou pela Secretaria de Cidadania e Assistência Social, onde encontrou um homem que pedia passagem de ônibus para a capital paulista.

A suspeita é que ao sair da secretaria, a jovem tenha sido seguida por esse homem que a abordou por volta do meio dia, horário em que ela costumava ir para casa para almoçar. Na abordagem, o homem teria perguntado a ela como ele conseguiria uma passagem para São Paulo.

Neste momento, a jovem ligou para seu chefe, o então Secretário de Fazenda, Roberto Pereira e comentou que o homem não havia conseguido a passagem. Roberto Pereira, portanto, pediu à ela que indicasse ao rapaz, que procurasse a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Maria Cecília Sambrano Vieira.

Maria Cecília esteve no Plantão da Polícia Civil na noite de quinta-feira e negou que alguém tenha lhe procurado na tarde de hoje para pedir passagem de ônibus para São Paulo.

O desaparecimento da funcionária da Prefeitura Municipal de Araraquara foi informado a policia por amigos e familiares que no final da tarde refizeram o caminho que a jovem percorria entre sua casa e a Prefeitura – seu local de trabalho. Em uma calçada próxima ao pontilhão, amigos encontraram a bolsa de Ana Cláudia e outros objetos que estavam na mata.

O corpo da funcionária pública foi encontrado por policiais militares e apresentava sinais de enforcamento e violência sexual.

Dois homens teriam sido detidos e encaminhados para Delegacia de Investigações Gerais (DIG). Eles foram interrogados durante toda noite e madrugada desta sexta-feira (28). A DIG utiliza imagens de câmeras de monitoramento do Terminal Central de Integral de Araraquara, local onde possivelmente Ana Cláudia teria passado antes de ser estuprada e assassinada.

O corpo da funcionária pública já está sendo velado em Araraquara e será sepultado na tarde desta sexta-feira.

Com informação e foto de Pedro Maciel.

Veja mais