Onça parda retorna ao seu habitat em Porto Ferreira

Divulgado em 16/06/2017 - 20:55 por Porto Ferreira Hoje

No dia 04 de junho de 2017 um exemplar jovem macho de suçuarana (Puma concolor), também conhecica como onça parda, apareceu em cima de uma árvore num rancho situado à margem do Rio Mogi-Guaçu, na Vila Sybilla, em Porto Ferreira.

Fatos como este tem sido comuns em algumas regiões, provocado pela expansão urbana e pelo aumento da população desses animais que necessitam de uma área muito ampla para circulação em busca de alimento.

A presença do Parque Estadual de Porto Ferreira e outras áreas de vegetação natural é muito favorável ao abrigo de espécies silvestres, que muitas vezes saem de seu habitat para buscar alimentos em áreas ocupadas pelo homem.

A Ong Mata Ciliar atua em casos como este e foi acionada para auxiliar no resgate, contando com o auxílio do Corpo de Bombeiros e populares, recolhendo-a para cuidar do felino no município de Jundiaí. Ali foi examinada e tratada por médicos veterinários antes de ser reintroduzido em seu ambiente natural.

Todos os animais resgatados pela ONG Mata Ciliar ganham um apelido, este recebeu a denominação de “Ferreirinha”.

Nesta sexta-feira (16.06.2007), “Ferreirinha”, em boas condições físicas e bem nutrido, com 27 quilos, dois a mais de quando foi encontrado, retornou por volta das 17h30 para a liberdade no Parque Estadual de Porto Ferreira, abrigo importante de diversas espécies nativas. A soltura foi acompanhada por agentes da Mata Ciliar, bombeiros, funcionários do Parque e alguns visitantes. A EPTV esteve no local e deverá levar ao ar em breve a reportagem.

Casos como este vão se repetir e os cidadãos não devem mutilar, nem tentar capturar os animais. O corpo de bombeiros deve ser acionado para as providências.

Sobre a Associação Mata Ciliar

A Associação Mata Ciliar nasceu em 1987 com a preocupação pela conservação dos cursos de água no interior do estado de São Paulo. Para recuperação das áreas degradas e das matas ciliares, desenvolve um programa de produção e plantio de mudas nativas na cidade de Pedreira. Essas ações sempre foram realizadas com as comunidades rurais, que considera os verdadeiros “produtores de água”.

Em 1997, iniciaou os trabalhos com a fauna através do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) e com o Centro para Conservação dos Felinos Neotropicais (Centro de Felinos) instalados em Jundaí.

Em todos esses programas, sempre incorporou a Educação Ambiental como a principal ferramenta de mudança para um futuro socioambiental sustentável.

* Atualizado em 17/06/2017 com informações sobre a Associação Mata Ciliar



91109110